A cada dois minutos, um homem faz cirurgia plástica no Brasil

Nº quadruplicou em 5 anos, chegando a 276 mil em 2014; redução de mamas, lipoaspiração e intervenção na pálpebra lideram


Em cinco anos, a presença masculina em consultórios de cirurgia plástica quadruplicou. Entre 2009 e 2014, o número de procedimentos passou de 72 mil para 276 mil ao ano. Com o crescimento, os homens passaram de 12% para 22,5% do mercado dos procedimentos estéticos. Os números foram divulgados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Redução das mamas, lipoaspiração e cirurgia de pálpebra lideram o ranking das cirurgias mais realizadas.


Segundo Ivanoska Filgueira, cirurgiã-plástica e mestre em ciências da saúde pela Universidade de Brasília, o aumento dos números ocorre por queda do tabu com a vaidade masculina. “Os homens perderam a vergonha da cirurgia plástica. Eles estão mais vaidosos, e começaram a enxergar o procedimento como mais uma alternativa para melhorar a autoestima”, analisa Filgueira. “Antes, a presença do homem era até notada na sala de espera do consultório. E muitos só apareciam com as esposas ao lado. Agora, eles vão acompanhados dos amigos”, completou a especialista.


O cirurgião-plástico Sérgio Morum conta que o público masculino já está equilibrando o número de procedimentos plásticos. “Hoje, 40% das lipoaspirações que realizo são em homens. Eles também procuram muito a bichectomia, ginecomastia, rinoplastia e até mesmo enxerto de glúteo.”


De acordo com a pesquisa da SBCP, a procura por cirurgias estéticas começa aos 16 anos, quando predominam as cirurgias de ginecomastia e lipoaspiração. Outra importante fatia do mercado de quem procura a intervenção estética são homens mais velhos, em busca se inserção no mercado de trabalho. “São homens mais experientes que narram preconceitos sofridos no mercado de trabalho, como acharem que eles não têm preparo para aguentar uma rotina pesada. Pedem uma aparência mais jovem, menos cansada”, explicou Filgueira.


Para Morum, é possível identificar quais os procedimentos mais realizados, de acordo com a faixa etária. “Entre os 20 e 50 anos, a lipoaspiração é a cirurgia mais procurada. Nas pálpebras, varia dos 35 aos 70, e ginecomastia, dos 18 aos 40 anos”, diz.


Últimas Notícias
Notícias
Arquivo

© 2013 www.rodrigoantoniassi.com.br. Todos direitos reservados.