Lipoaspiração e Lipoescultura

O objetivo da lipoaspiração é proporcionar melhor contorno corporal. A cirurgia plástica consiste em sugar o excesso de gordura em regiões específicas do corpo. No entanto, o procedimento não é indicado para atenuar a gordura localizada, ou seja, não tem relação nenhum com o emagrecimento.


A lipoaspiração pode ser feita em áreas do corpo que apresentam um acúmulo natural de gordura: abdômen, pernas, braços, flancos e face. A cirurgia nunca é feita em áreas de articulação como cotovelos, tornozelos e joelhos.

Já a lipoescultura é a modelagem do corpo. A gordura retirada durante a cirurgia plástica pode ser utilizada para o preenchimento de outras regiões do corpo, principalmente glúteos e sucos da face. Nos dois procedimentos, o tempo de internação do paciente é de 24 horas, sendo os resultados alcançados definitivamente em um ano.

Durante o processo de recuperação da cirurgia, a pessoa terá de usar uma cinta elástica por 45 dias, além de se submeter à drenagem linfática, principalmente na primeira semana de pós-operatório. A drenagem vai ajudar a acelerar a circulação sanguínea, reduzindo o inchaço e o endurecimento da pele na região operada.

A volta ao trabalho poderá ocorrer na segunda semana após a cirurgia plástica. Já a prática de atividades físicas só poderá ser retomada após dois meses.



 

Dicas e Recomendações


Procedimento
O tempo de cirurgia pode durar até cinco horas. Já o paciente ficará internado por 24 horas. A anestesia utilizada na lipoaspiração dependerá da área do corpo e da quantidade de gordura a ser lipoaspirada. Pode ser local, local sem sedação ou peridural.


Contraindicações
A cirurgia não poderá ser realizada se o paciente estiver com suspeita de gripe ou algum tipo de infecção. Caso o paciente faça uso de remédio para emagrecer ou diurético, deve suspender a medicação pelo menos 20 dias antes da cirurgia. O mesmo vale para remédios à base de ácido acetilsalicílico.


Pós-operatório
Nos primeiros dias após a lipoaspiração ou a lipoescultura são comuns inchaços e manchas nas áreas operadas, assim como o endurecimento da cicatriz, o que tende a melhorar naturalmente nos meses seguintes. Durante os 45 primeiros dias de recuperação, a pessoa tem de usar cinta elástica, além de se submeter à drenagem linfática na primeira semana.


Cicatrização
Pequenas e discretas, as cicatrizes da cirurgia plástica localizam-se geralmente em áreas facilmente escondidas, como dentro do umbigo, no sulco mamário ou sob a marca do biquíni. Os pontos são retirados na segunda semana de pós-operatório.


Complicações
Não é comum a ocorrência de complicações no pós-operatório. Os quadros de dor são facilmente atenuados com o uso de analgésico. No entanto, o paciente está sujeito a problemas como seroma, infecções, tromboses e problemas anestésicos. O seroma, acúmulo de líquido na área operada, pode ser eliminado por meio de dreno.