Redução de Mama - Mamoplastia

As mamas tendem a apresentar queda acentuada (ptose) devido à diminuição na quantidade de glândulas mamárias, à gravidez ou ao aumento de gordura na região dos seios. O tamanho excessivo dos seios pode ocasionar inúmeros inconvenientes à mulher, além de problemas como os de coluna.


A mamoplastia redutora é indicada para eliminar o excesso de pele e de tecido mamário, permitindo inclusive corrigir possíveis alterações de tamanho entre as mamas. O objetivo é proporcionar um contorno mais arredondado às mamas na parte inferior de forma proporcional à silhueta da mulher.

Despontando-se como uma das cirurgias plásticas mais realizadas, a mamoplastia redutora permite um resultado definitivo dentro de um ano. No entanto, é possível identificar o novo formato das mamas logo nos primeiros meses de pós-operatório.

A cirurgia não é indicada a mulheres que pretendem engravidar, pois no período da amamentação os seios aumentam de volume, apresentando posteriormente certa flacidez.

A mamoplastia redutora pode ser associada a outros procedimentos, como a lipoaspiração ou a abdominoplastia. No entanto, o cirurgião plástico é quem identificará se o estado clínico da paciente permitirá a combinação de cirurgias em um único procedimento.

Dicas e Recomendações


Procedimento
A cirurgia dura em média 120 minutos. Normalmente é usada a anestesia geral e a paciente fica um dia internada.


Pós-operatório
Dores na fase inicial do pós-operatório são comuns e podem ser contornadas com o uso de analgésico. A paciente deve evitar movimentos bruscos e excessivos com os braços. Além disso, é recomendado que conte com a ajuda de alguém para tomar banho.

Deve ainda evitar esforço físico nas primeiras semanas e retomar a prática esportiva somente depois do terceiro mês. O uso de sutiã cirúrgico por dois meses é obrigatório, além da troca periódica dos curativos pós-operatórios.

Contraindicações
A cirurgia não poderá ser realizada se a paciente estiver com suspeita de gripe ou algum tipo de infecção. Caso faça uso de remédio para emagrecer ou diurético, deve suspender a medicação pelo menos 20 dias antes da cirurgia. O mesmo vale para remédios à base de ácido acetilsalicílico. Se for fumante, suspender o uso de cigarro pelo menos uma semana antes da cirurgia.

Cicatrização
As cicatrizes da mamoplastia redutora são estrategicamente disfarçadas, variando de acordo com o tipo de mama e a quantidade de tecido a ser retirado. O corte pode ser feito em T, L, I ou periareolar, sendo que os pontos são retirados 10 dias depois do procedimento cirúrgico.


Cicatrização hipertrófica ou quelóide são mais comuns entre mulheres de pele morena e orientais, no entanto, essa tendência é identificada pelo cirurgião plástico durante a preparação da paciente para o procedimento.

Complicações
Se as orientações médicas forem seguidas à risca pela paciente, é muito difícil ocorrer algum tipo de complicação. Mas, em alguns casos podem surgir hematomas, infecções, abertura de pontos e quelóide (conforme predisposição da paciente).

Gestação e amamentação
A mamoplastia redutora não interfere na amamentação. No entanto, é recomendado que a mulher faça tal procedimento depois que decidir por não ter mais filhos. Isso porque a amamentação ocasiona aumento e redução no volume das mamas, que tendem a ficar um pouco flácidas



 

 

© 2013 www.rodrigoantoniassi.com.br. Todos direitos reservados.