Produção de órgãos em laboratório

Pesquisadores no Reino Unido constroem nariz, orelha e vasos sanguíneos a partir de células-tronco mesenquimais.

 

Em um hospital de Londres, pesquisadores construíram nariz, orelha e vasos sanguíneos a partir de células-tronco.  O procedimento faz parte de uma ousada tentativa de fazer partes do corpo em laboratório.

 

Pacientes já receberam canais lacrimais, vasos sanguíneos e traqueias produzidas em laboratórios britânicos, mas a ideia é expandir essa produção.  Em breve, os pesquisadores esperam transplantar outras partes do corpo, incluindo o que seria o primeiro nariz do mundo feito a partir de células-tronco.

 

Alexander Seifalian , cientista da University College de Londres, é quem comanda essas pesquisas.  O material que Seifalian utiliza na criação de órgãos foi patenteado e também é usado na construção de vasos sanguíneos, canais lacrimais e traqueias. Ele e sua equipe estão criando outros órgãos, incluindo artérias coronárias.  Ainda esse ano, está marcado um julgamento para tentar aprovar, na Índia e em Londres, o uso de orelhas feitas em laboratório em pessoas nascidas sem essa parte do corpo.

 

As autoridades britânicas têm investido quase 4 milhões de libras (US $ 6,7 milhões) em planos para estimular esse tipo de pesquisa e atrair empresas que colaborem com a fabricação de órgãos.

 

Segundo os próprios pesquisadores, no futuro, órgãos poderão ser produzidos em massa, como em uma fábrica.

 

O assunto foi notícia no site Biosciense Technology.  Para ler a reportagem na íntegra, acesse o link - http://bit.ly/1g0gT94