Saiba quais são as novas tendências da cirurgia plástica

O relatório anual da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos mostrou um aumento de procedimentos na face e na redução de gordura


A procura por procedimentos cosméticos continua crescendo nos Estados Unidos, país líder no ranking de cirurgias plásticas. O relatório anual da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos, divulgado na quarta-feira, mostrou que não houve grande alteração na quantidade de cirurgias realizadas entre 2015 e 2016, mas sim nas principais tendências.


De acordo com o levantamento, foram realizados cerca de 1,8 milhão (4% a mais do que em 2015) de procedimentos cosméticos cirúrgicos, cujo “top cinco” foi: aumento do seios, lipoaspiração, rinoplastia, cirurgia na pálpebra, lift de face. E aproximadamente 15,5 milhões (3% a mais do que no ano anterior) de procedimentos minimamente invasivos. Os cinco mais realizados nesta categoria foram: botox, preenchimento, peeling químico, depilação a laser e microdermoabrasões como peeling de cristal ou diamante.


Pela primeira vez, foram incluídos dados sobre labioplastia, cirurgia para rejuvenescer a parte íntima da mulher. Em relação a 2015, houve um aumento de 39% no número de procedimentos realizados. Também houve um aumento na procura de procedimentos que usam gordura retirada de um lugar do corpo para aumentar outro. A gluteoplastias (aumento do tamanho do glúteo) com o uso de gordura retirada do corpo do próprio paciente aumentou 26% e o aumento dos seios pela mesma técnica, 72%.

“Os cirurgiões plásticos retiram a gordura indesejada de um paciente de seu abdômen por meio de lipoaspiração e injetam-na em outras partes, como rosto, nádegas ou seios, com o objetivo de levantar, aumentar ou rejuvenesce-las. Como o material injetado é a própria gordura do paciente, os resultados normalmente duram mais do que os enchimentos sintéticos.”, afirmou a presidente da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos.


Outros procedimentos que ganharam popularidade no ano passado incluem operações baseadas em “bolsas de gordura”, como sob o queixo, procedimentos não invasivos para redução de gordura, como tecnologias que “congelam” a gordura ou que “apertam” a pele para atingir gordura e diminuir a flacidez.


Seios menores

Segundo um cirurgião plástico de Nova-York, em entrevista à CNN, embora o aumento de seios continue sendo o campeão, houve uma mudança na característica do implante. “Entre os anos 1990 e 2000, os implantes eram maiores. Hoje, as pacientes estão procurando próteses de tamanho moderado.”, disse.


Para o rejuvenescimento da face, os pacientes também estão procurando mudanças menos bruscas e optando por procedimentos que preencham, no lugar daqueles que retiram um pedaço e esticam, afirmou o cirurgião facial da Universidade da Califórnia em Irvine, nos Estados Unidos, à CNN.


Preenchimento

O aumento da procura por preenchimentos também foi influenciado pela popularização do seu uso nos lábios. Em 2015, a modelo Kylie Jenner, irmã da socialite Kim Kardashian, admitiu com apenas 17 anos que fazia preenchimento labial.


Para pessoas interessadas em qualquer procedimento cosmético, a presidente da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos aconselha procurar um cirurgião certificado e bem treinado no procedimento desejado.


Últimas Notícias
Notícias
Arquivo

© 2013 www.rodrigoantoniassi.com.br. Todos direitos reservados.